O QUE DISTINGUE O DESENVOLVIMENTO DO ATRASO?

É através do conhecimento que se combate o atraso, a pobreza e as desigualdades. E que se promove a igualdade de acesso a oportunidades ao longo da vida.

Tudo se aprende. Aprendemos conhecimentos variados na escola e em outros locais: ler e escrever, jogar à bola, correr, fazer contas, brincar, cozinhar, costurar, pintar, dançar, tocar piano ou violino, cantar, programar, fazer experiências, observar com lupa e microscópio, conduzir, etc. Aprendemos a viver juntos e a viver com os outros, aprendemos a ser pessoas responsáveis, aprendemos a fazer escolhas e a intervir na sociedade.

Quanto mais sabemos, mais coisas somos capazes de aprender e de fazer. Mais competências temos.

Tens dúvidas?

O QUE SE ESPERA DE UM ADULTO EM 2030?

Imaginas o que se espera de um adulto em 2030?

Estamos em 2017 e pouco se sabe sobre o futuro. Mas sabemos que, nos últimos anos, o mundo mudou muito. E sabemos, também, que quem aproveitou as oportunidades que a escola lhe deu, fazendo as aprendizagens todas desde o 1º ciclo - saber e saber fazer, respeitar e intervir - não teve problemas de aprendizagem ao longo da vida.

Também sabemos que o mundo está em constante mudança: que a tecnologia avança a cada dia que passa, que são descobertas causas de doenças e novas forma de as tratar, que cada vez se conhece melhor a profundidade dos oceanos, as potencialidades do cérebro humano, os efeitos prejudicais ao ambiente e à saúde de produtos que usamos há anos (plásticos, pesticidas e outros químicos) e as alterações que o planeta Terra está a sofrer devido a decisões que, ao longo de décadas, não respeitaram o ambiente e os seres vivos.


ENSINO OBRIGATÓRIO ATÉ AO 12º ANO

ENSINO OBRIGATÓRIO ATÉ AO 12º ANO
No 12º ano, à Saída da Escolaridade Obrigatória, terás de garantir aprendizagens - saber e saber fazer, respeitar e intervir - que te permitam trabalhar em Portugal ou noutro país, tomar decisões e participar na sociedade de modo responsável. Um verdadeiro cidadão! Compreendes, agora, por que motivo são tão importantes as aprendizagens desde o 1º ciclo? Porque te permitem fazer novas aprendizagens nos ciclos seguinte e, no 12º ano, quando terminares o ensino obrigatório, terás garantido o Perfil do Aluno.

sábado, 17 de março de 2018

DIA CULTURAL. PEDDY PAPER "SABE (FAZER) TUDO"


No AE Maximinos - Escola EB 2/3 Frei Caetano Brandão e Escola Secundária – o dia 20 de março será vivido de uma forma diferente. 
O Dia Cultural começa com o Peddy Paper “Sabe (Fazer) Tudo”, a realizar durante  a manhã. É uma atividade na qual os alunos do 5º ao 9º ano se inscreveram voluntariamente, em equipas  constituídas por rapazes e raparigas, incluindo elementos com conhecimentos e saberes em disciplinas mais teóricas e outros com destrezas em áreas mais práticas.
Cada equipa vai responder a questões e realizar tarefas práticas relativas a aprendizagens efetuadas através das disciplinas do respetivo ano de escolaridade. Irão, também, demonstrar se  sabem usar informação disponível na Biblioteca  e  atuar como cidadãos ecologicamente responsáveis (Projeto Eco-escola).
O Peddy Paper “Sabe (Fazer) Tudo”, promovido pela escola EB 2/3, tem em vista proporcionar momentos de articulação e valorização das aprendizagens escolares, associando-as ao quotidiano, através da competição, do lúdico e do trabalho em equipa. Incentiva a apetência pela aprendizagem, o trabalho colaborativo e a partilha, a comunicação inter-pares e a resiliência, competências essenciais à formação pessoal e social dos adolescentes que frequentam o 2 e 3º ciclos.
JUNTOS MELHORES APRENDIZAGENS = MELHORES RESULTADOS
                                                              Descobre a tua equipa....

Esta é uma iniciativa realizada há alguns anos no AE Maximinos. Desta vez contou com a adesão de 91% dos alunos de 2º ciclo e 66% de 3º ciclo. 
Só é possível devido ao esforço e dedicação de elevado número de docentes, que disponibilizaram o seu tempo a uma tarefa coletiva que tem em vista a APRENDIZAGEM e o SUCESSO ESCOLAR.

Quem venceu em cada ano? 
O que fica na memória?
Para recordar este dia ficam as vivências/experiências (que guardas na tua memória) e imagens. 
Foi um desafio em equipa, que permitiu que alguns alunos percebessem que não estão a fazer as aprendizagens de algumas disciplinas e outros se sentissem felizes pelo facto de acharem tudo muito fácil. 
Resolver situações problemáticas de várias disciplinas; desenhar; escolher roupas e adornos para vestir reis e rainhas, princesas e arcebispos; demonstrar o que sabem fazer... são exemplos de tarefas que as equipas realizaram.























E, também fica, a informação considerada mais relevante pela imprensa local: Diário do Minho e Correio do Minho.
AUMENTA A IMAGEM
AUMENTA A IMAGEM



quinta-feira, 8 de março de 2018

EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA DEMOCRÁTICA

INTITUIÇÕES E PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA
O termo autarca surgiu no Fórum do 5º1 e 5º2. Como só a Cláudia e o Gonçalo o conheciam, decidiu-se conversar sobre o assunto na aula de Cidadania e Desenvolvimento de cada uma dessas turmas.
No final da aula organizou-se esta síntese:
Eleições autárquicas
São eleições locais em que os eleitores decidem quem vai ficar responsável pela câmara municipal e por cada uma das juntas de freguesia/união de freguesias.
Podem votar os cidadãos com18 anos. São os eleitores.
Para ser candidato também é necessário ter  18 anos. 
VOTAR É UM ATO DE CIDADANIA! É participar na escolha de quem vai ficar responsável pelo concelho nos 4 anos seguintes.
Por isso mesmo é importante que os eleitores conheçam o programa eleitoral de cada candidato (as promessas que fazem), quer seja de um partido ou de cidadãos independentes.
Os partidos políticos, ou os cidadãos independentes, apresentam listas de pessoas que se candidatam a chefiar os três órgãos autárquicos. 
1. Executivo Municipal (EM)
É constituído pelo presidente e pelos vereadores. O presidente da câmara é o 1º nome da lista do partido político mais votado. Nos 4 anos seguintes é a pessoa responsável por tudo quanto diz respeito o município.
2. Assembleia Municipal (AM) 
É constituída por deputados municipais, escolhidos de acordo com o nº de votos que cada partido teve nas eleições para este órgão.
Os deputados reúnem várias vezes por ano para acompanhar o trabalho do executivo municipal e decidem se aprovam, ou não, os projetos, obras, contratos, atribuição de dinheiro, etc. ... que o EM quer realizar. 
Os deputados da AM devem estar atentos ao que se passa no concelho, estudar os documentos que o EM lhes envia e votar: a favor, contra ou abstendo-se. A AM deve chamar a  atenção para o que está  a correr mal (e deve ser corrigido) e fazer recomendações ao EM para que  resolva assunto importantes que interessam aos cidadãos. 
Os cidadãos podem participar nas reuniões da Assembleia Municipal? Claro que sim.
No início da reunião podem apresentar problemas que, na sua opinião, devem ser resolvidos. Exºs: estradas estragadas, inundações, falta de segurança, problemas de transporte, poluição, falta de árvores, parques infantis, florestas em risco, necessidade de parques verdes, etc. Assuntos que a todos os cidadãos dizem respeito.
3. Junta de Freguesia/União de Freguesia
Os cidadãos também votam para eleger o presidente e outros elementos da Junta de Freguesia e, também, a Assembleia de Freguesia.
Relembra quantas freguesias há em Braga... aqui.
O cidadão deve acompanhar a política local, verificar se as promessas são cumpridas e tomar posição sempre que necessário.
Sabes quem é o presidente da freguesia onde vives?
Sabes quem é o presidente da câmara municipal de Braga? E os vereadores?
Sabes de que partido político são? Estão a cumprir as promessas eleitorais?
Sabes quem se candidatou, cá em Braga, nas últimas eleições autárquicas?
Outubro de 2013
Foram candidatos: Coligação Juntos por Braga (PSD + CDS), PS, CDU (PCP + Verdes) e Cidadania em Movimento (cidadãos independentes). Ganhou  coligação Juntos por Braga.
Outubro de 2017
Foram candidatos: coligação Juntos por Braga, PS, CDU e Bloco de Esquerda. Ganhou a coligação Juntos por Braga.
Quem é o Executivo Municipal de Braga? Que responsabilidades têm?
O EM tem vereadores do PSD, do CDS, do PS e da CDU.
O presidente da câmara é o Dr Ricardo Rio. É o responsável pelo concelho até outubro de 2021.
Podemos falar com o presidente da câmara e com os vereadores? Podemos apresentar problemas que nos preocupam? Claro que sim.
Podemos marcar uma reunião com o presidente da câmara ou o vereador  responsável pelo problema que nos preocupa ou, ainda, apresentar o problema por e-mail, ao Gabinete do Municipe, para municipe@cm-braga.pt

O presidente da CMB e os vereadores têm horário para atendimento dos munícipes.
Munícipes somos todos nós, que vivemos no município de Braga.

sexta-feira, 2 de março de 2018

FÓRUM (5º1 e 5º2)

Depois das visitas aos monumentos relacionados com a água - Balneário Pré Romano da estação da CP, Temas Romanas, Complexo das Sete Fontes -  da pesquisa sobre outros monumentos de Bracara Augusta (Teatro Romano e Fonte do Ídolo) e da visita ao Museu D. Diogo de Sousa, à Insula das Carvalheiras, e ruínas da Escola Velha da Sé, era preciso concluir o projeto temático "A ÁGUA EM BRAGA. Do passado ao presente".
No Fórum realizado na Biblioteca, com alunos do 5º1 e 5º2, foram debatidas, em grupo, as descobertas, os problemas, as soluções.  
O pode fazer cada um de nós?  
Que propostas devemos apresentar na escola?
Que propostas devemos apresentar na Junta de Freguesia?
Que propostas devemos apresentar ao Presidente da Câmara?
Desse trabalho conjunto, 1º realizado em pequeno grupo e depois em grande grupo - com coordenador/a e relator/a - resultaram ideias que já começaram a ser postas em prática.
        Aumentar a imagem                         Aumentar  a imagem




terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

EDUCAÇÃO DO CONSUMIDOR: onde estão os microplásticos?

Participaste numa sessão sobre  PLASTICOLOGIA MARINHA, dinamizada pela Drª Daniela, do Oceanário de Lisboa.
Separação de lixo que aparece na praia: plástico, metal, vidro, etc.
Já tinhas percebido que há 5Rs muito importantes no nosso dia a dia, pois ajudam a perceber os cuidados que devemos ter de modo a defender o ambiente, a nossa saúde e a dos outros seres vivos.
Hoje ficaste a saber mais sobre a origem e as consequências dos  microplásticos que chegam ao oceano. 
O que são os microplásticos?
Agora sabes que são partículas muito pequenas de plástico, inferiores a 5 mm, que resultam de:
-  divisão de plásticos que as pessoas abandonam no ambiente;
-  utilização de produtos de higiene (cosmética) que contêm microplásticos como ingrediente. Exº pastas de dentes, gel de banho, sabonetes, champô, etc. É fácil reconhecer estes produtos na lista de ingredientes(rotulagem) pois indicam a palavra POLIETILENO.
SOMOS CONSUMIDORES. PODEMOS ESCOLHER O QUE COMPRAR! 
PODEMOS DIZER NÃO AOS MICROPLÁSTICOS!
Como chegam até ao oceano?
Na escola verificamos que as grelhas da água da chuva estavam cheias de pauzinhos de chupa-chupa, de embalagens de pastilha elástica e rebuçados, etc. Plásticos pequeninos que a chuva empurra até ao rio, através da canalização de águas pluviais.
E do rio vão para o mar... para o oceano Atlântico, onde se dividem em partículas tão pequenas que os animais marinhos confundem com os seu alimento: o planton.

Quais os outros lixos  que vão parar ao oceano Atlântico?
- as cotonetes e outros plásticos deitados na sanita vão pelo saneamento (esgoto) até à ETAR, conseguem passar pelos filtros e daí vão para os rios e depois para o oceano;
- se lavarmos os dentes ou tomarmos banho com gel que tenha microplásticos, as partículas de plástico vão pelo saneamento até à ETAR, daí passam para os rios e depois para os oceanos.
Que consequências têm os microplásticos nos seres vivos? Como chegam até nós? Vê o filme.
O que podemos fazer para reduzir os microplásticos nos oceanos?
RELEMBRA...

REPENSAR ... reeducando (é importante conhecer as consequências dos resíduos no ambiente e na saúde pois  ajuda a fazer boas escolhas quando vamos às compras); ler  a lista de ingredientes;
RECUSAR ... não comprar produtos que são prejudiciais ao ambiente e à nossa saúde; a embalagem indica  microplásticos? achas que podes/deves comprar?
REDUZIR ... escolher produtos com uma só embalagem; comprar menos;
REUTILIZAR... usar para outro fim. Exº um frasco de compota pode ser usado 
RECICLAR ... separar em casa e na escola e colocar no ecoponto; a Braval envia para  a empresa que vai fazer a reciclagem (transforma material usado em novo material).

Mostar aos teus pais:
- O que são microplásticos?

domingo, 28 de janeiro de 2018

À CONVERSA COM... O DOUTOR JORGE PAIVA

O Doutor Jorge Paiva é Botânico (um Biólogo que se dedica ao estudo das plantas) e tem dedicado a sua vida à investigação, percorrendo os continentes em busca de novas plantas. Plantas com utilidade para a população local, em várias partes do mundo, muitas delas plantas medicinais que se revelam de garante importância para o tratamento de doenças.
Retirado aqui
É um apaixonado pela natureza, um homem que sempre passou mais tempo no terreno do que na Universidade de Coimbra (Departamento de Ciências da Vida e Jardim Botânico), onde trabalhava. 
Descobriu plantas até então desconhecidas. Foi um dos autores da Flora Ibérica.
Desde que se reformou continua  a trabalhar, mas dedica-se também à divulgação da ciência juntos dos mais jovens. 
Tem atuado junto do Governo, como cidadão, pressionando para que sejam tomadas decisões que protejam a floresta, a água, a biodiversidade, etc. Escreve para jornais nacionais, chamando a atenção para problemas graves relativos ao ambiente e que exigem resposta da parte do governo ou dos cidadãos. 
É uma voz ativa, em termos de ambiente, no panorama nacional. É um cidadão respeitado pelos políticos.
Apesar de ser botânico, vai falar-nos principalmente sobre a ÁGUA. No âmbito do projeto do 5º1 e 5º2. Esta será uma conversa com uma pessoa que viaja de um modo muito diferente do habitual...
E que, por isso mesmo, tem muito para nos contar.
E foi mesmo assim... 
Com a simplicidade e boa disposição que lhe é habitual, o Doutor Paiva apresentou imagens que demonstram a importância da água para os seres vivos, conversou com os alunos sobre as consequências da falta extrema de água e da poluição dos oceanos  e respondeu a perguntas colocadas pelos mais curiosos.



quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

VISITA À BRAVAL. Tu separas. A Braval encaminha para reciclagem!

Depois da pesquisa sobre a origem das embalagens (ciclo do vidro, do papel, do plástico, do metal) e dos usos que ainda podem ter como material (separas o lixo e colocas no ecoponto? ou colocas os resíduos juntos no mesmo saco?), nada melhor do que uma visita à Braval, a empresa para onde vão os plásticos, metais, vidros, papel e pilhas, que colocamos no ecoponto. E também recebe o óleo usado que encaminha para a fábrica que produz o biodiesel (Óleo +).
A sessão inicial, com a engenheira da Braval, permitiu perceber que material usado e velho ainda tem uso, pois é enviado para empresas que o vão reciclar, transformando-o em novo material.
Mas, o material que não separas é desperdiçado, pois fica acumulado no aterro sanitário da Braval.
O QUE FAZER?
Aqui
REPENSAR... pensar antes de comprar. 
Exº: Quantas embalagens tem o produto que queres comprar?
RECUSAR...  evitar o consumo exagerado e desnecessário. Exº: não comprar produtos que prejudicam o ambiente; não comprar produtos com várias embalagens ou com embalagens grossas e grandes, etc.
REDUZIR ... diminuir a quantidade de lixo. Desperdiçar menos e comprar só o necessário.
REUTILIZAR... dar novo uso a materiais que já não são úteis para nós. 
Exº: Dar roupa a quem sirva, usar frascos de compota para guardar feijão, etc.
RECICLAR... transformar produtos usados em novos produtos. 
Exº: separar o lixo e colocar no ecoponto, para que a Braval encaminhe para a fábrica que o vai transformar em novo material. O plástico usado é transformado em pneus.

SEPARAR É O QUE ESTÁ A DAR! 
SEPARAR PARA NÃO DESPERDIÇAR!
E NO ECOPONTO COLOCAR!
Observa as imagens e relembra o que observaste e aprendeste:






PERFIL DOS ALUNOS À SAÍDA DA ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

O que distingue o desenvolvimento do atraso é a aprendizagem. Tudo se aprende na vida e ao longo da vida:  aprendemos conhecimentos varia...